crise-existencial

Já se pegou pensando, que você passou o dia inteiro pensando? Que mais que a metade da vida nós apenas ficamos imaginando, fantasiando possíveis ações do passado, presente e futuro que você poderia tomar, enquanto não esta fazendo nada?
Suas pernas, seu corpo entra em piloto-automático logo apos colocar os fones de ouvido para ir trabalhar as 6h30 da manhã. E desde então você nem percebe que caminho fez, apenas que chegou no trabalho. E isso se repete ao longo do dia… Indo almoçar, voltando pra casa. Em casa, faz seu café da tarde (também em piloto-automático). continua pensando, vai deitar e esperar o sono chegar.. Também pensando na vida, e só então percebe que você apenas “só pensou” o dia todo, e isso se repete todos os dias.. todos os dias.. todos os dias..

Ai que chegamos ao título, você pensa:”Que caralhos eu vim fazer aqui? Qual minha rasão de existência? O que eu vim fazer na terra? Por que eu ainda estou vivo? (não aconselho a ninguém falar coisas a respeito em redes socais, pois como na internet todos querem tirar vantagem dos outros, 90% das ruas respostas seriam:”Então por que você não se mata?”…

Como se tudo se resolvesse na morte.. Como se eu tivesse reclamando.. Como se questionar fosse ruim. Pessoas não entendem que tudo que existe, só existe porque alguém se questionou:”Pq não existe isso ainda?” Porém, a rasão da vida, é algo que ninguém conseguiu explicar ainda. (Quer dizer, sim, pesquisando a fundo você descobre como a vida surgiu. Mas não é esse o ponto em que quero chegar).

Só acho que estamos aqui, temos essa consciência e racionalidade de existência, por algum motivo. Tem que ter um motivo. Se não, não seria necessário. Creio eu.

Mas essa monotonia, esses pensamentos que tomam mais da metade de nossa vida que me intriga. Por que? Por que? Porque junto e separado, com e sem acento. POR QUE!

Por que somos tão iguais e tão diferentes uns dos outros? por que uns são tão babacas e se dão bem, por que outros tendem a fazer o que é certo e/ou o que a humanidade de bom senso costuma achar o correto? somos tão racionais e ainda vivemos na lei da selva, essa coisa primata de “o mais forte sobrevive”, ou o mais esperto (no brasil isso se encaixa mais como:” O mais malandro sobrevive”).
(não sei se o que eu to falando ainda tem haver com o que eu comecei falando, mas espero que peguem minha linha de raciocínio).

Mas ok, ok. Caso tenha me perdido no assunto, vamos voltar ao rumo.PORQUÊ?

Ja parou que essa monotonia toda, nos faz parecer robos sem rotulos, robos sem vida, descartáveis, só mais um no mundo, sem destaque, opaco, sem graça.
nascer, cagar, ir pra escola, ir pra facul, arranjar um trampo qualquer para pagar os roles com amigos, conhecer alguém, sexo, faculdade, sexo, se formar,ingressar no ramo profissional, sexo, filhos, casar, criar uma empresa (ou ter um gargo com uma boa remuneração) casa própria, sexo, filhos, tentar ganhar mais dinheiro, bancar as fraudas dos filhos, bons estudos, cursos e faculdade para seu filho… E falecer.
(Isso se você teve uma boa criação)

Hoje ouvi uma discussão mais ou menos assim:”
_Ninguém é melhor que ninguém.
_Claro que sim, tem gente que é melhor que eu no que eu faço. Eu sou melhor que outros que nunca chegaram e nem sabem fazer o que eu faço.”

Por um lado, faz sentido, se fosse tudo igual, teria a mesma oportunidade pra todos, não existiria moradores de rua, não existiria inveja, todos teriam o que querem, não ia ter brigas.. porém tudo seria mais fácil, logo tudo sem graça (ta, estou me disvirtuando do assunto novamente, vou deixar isso para um proximo post, pois da uma boa discussão).

Mas por outro lado, essa discussão sobre ninguém é melhor que ninguém, você não acha que também pode ser verdade?
Será que não somos? Será que somos?
Também tem esse lado que eu estava falando, de todos sermos robos feitos para o mesmo intuito, nascer, crescer e morrer. Nisso, somos todos iguais. (não seja infantil em dizer, “Mas tem gente que cresceu mais que eu, ele foi melhor que eu em crescer). Não é isso.

É essa linha temporal, essa existência na terra, todos nos questionamos uma vez, ninguém tem toda a sabedoria do mundo, todos querem saber de algo, todos vão morrer, e morreremos sem saber. Mas sera que viveremos o bastante para ao menos poder dizer :”Não vivi até adquirir a resposta sobre minha pergunta, mas decidi agir ao invés de pensar, viver ao invés de se questionar. Eu vivi, me orgulhei do que eu fiz, e vivi muito bem muito obrigado”.

Pode parecer um ótimo pensamento (pós-morte) mas não é tão fácil como parece, até poderia ser fácil, se não sonhasse-mos tão alto, se tivesse-mos pensamentos mais ralos, apenas querer desfrutar da vida, da natureza, so ser e estar. Mas evoluimos tanto que queremos desfrutar de toda essa evolução. E para isso, precisamos voltar a monotonia de crescer, evoluir, trabalhar, e quem sabe, usufruir disso tudo futuramente, e falar:” Agora sim, eu realmente vivi”.

Se tem pensamentos como o meu, se tem respostas, um ponto de vista diferente. Por favor não se limite em imaginar que me respondeu, e responda! Comente, pensar e procrastinar faz bem.

Muito obrigado a todos.

Advertisements

2 thoughts on “crise-existencial

  1. Primeiro queria dizer que me identifiquei muito com seus textos, mas esse em particular é algo que tenho pensado muito – pensado no que pensar. Pra mim um grande problema é estarmos nesse piloto automático ativo quase em todos os pontos da nossa vida. O acordar, tomar banho, comer, ir ao trabalho, etc de repente perdem seu valor por estarmos fazendo sempre da mesma maneira e sem prestar muita atenção naquilo que estamos fazendo. Desse jeito nossa vida inteira vai passar e não vai ter significado algum, não vamos nem saber direito tudo que passou. É clichê, mas é importante que a gente pare e tente ter a atenção voltada apenas para aquilo que estamos fazendo no momento. E isso não é fácil. Mas Tou tentando buscar os significados da minha vida e uma forma é essa.

    Desculpa o comentário longo. Parabéns pelos textos.

    Like

    • Desculpa pelo que? Por me deixar feliz e não me sentir tão sozinho no mundo? hahah
      Só tenho a agradecer, uma pessoa que teve a coragem de ler, e ainda mais, entender o que escrevi e comentar com tanta sinceridade pra mim é um grande elogio!
      Ultimamente nessa era de twitter, sms, só vejo pessoas escrevendo economizando palavras, pra mim tudo fica tão seco. Mas quando alguém não tem medo de se expressar pra mim vejo um grande diferencial nessa pessoa!
      Obrigado por ler e me incentivar a escrever!
      Forte abraço !

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s